DOS IDEOGRAMAS À ARTE DA RECICLAGEM

News

Dois excelentes artistas que nos dão a conhecer a arte simbólica e a arte matérica

Sábado, 11 de maio de 2019, às 17h00, no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Ponte de Sor, com o apoio do Município de Ponte de Sor, será inaugurada a exposição Impossibile creato, onde serão apresentadas obras de Marco Dell’Agnello (Itália), conhecido por Ascanio no mundo da arte. Algo de muito invulgar nesta exposição é o facto de as pinturas expostas terem sido realizadas com materiais pobres, como por exemplo a ferrugem ou velhos objetos do quotidiano.

Na exposição, que estará aberta até o dia 6 de julho de 2019, estarão expostos trabalhos de natureza abstrata que falam da paixão do artista, que é precisamente a pintura feita a partir de materiais descartados, que foram recuperados e transformados em obras de arte. Com a sua pintura, entramos num labirinto onde a história, o tempo e o amor se imiscuem de forma a comunicar sentimentos e emoções.

Entre os dias 8 e 10 de maio haverá oficinas criativas com o artista, orientadas para as escolas, onde os mais novos poderão ouvir Ascanio falar sobre a sua técnica e, de seguida, debruçarem-se na criação das suas próprias obras de arte.

Recorda-se que no mesmo dia, às 15 horas, no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Montargil, será inaugurada a exposição Ideagrammi II, já apresentada em março no Centrum Sete Sóis Sete Luas de Ponte de Sor, uma exposição do pintor esloveno Vasko Vidmar. As suas obras representam uma reproposta simbólica de antigos símbolos e hieróglifos reinterpretados sob um olhar contemporâneo.

Duas abordagens diferentes da arte da reciclagem que dão origem a duas interpretações bem diversas entre o simbolismo e a materialidade.