A beleza da diversidade cultural lusófona e do Mediterrâneo invade Pombal

News

A 29ª edição do Festival Sete Sóis Sete Luas continua em Pombal em agosto para promovendo as artes e culturas lusófonas e do Mediterrâneo. A rica programação começa com uma residência artística de 2 a 7 de agosto do conhecido street artist cabo-verdiano Tutú Sousa, que realizará um mural dedicado a morna. Autodidata no domínio da pintura e da escultura, na trajetória deste artista contam-se exposições individuais e coletivas em várias ilhas de Cabo Verde e em vários países europeus e nos EUA.

Depois, a 7 de agosto no Jardim do Cardal, às 19h será a volta do espetáculo de bicicleta acrobática de Jessica Arpin. Nascida em Salvador da Bahia, no Brasil, Jessica é artista de circo, palhaça, atriz e exploradora e estudou teatro e circo no Théâtre-Cirque. Jessica Arpin apresenta os seus espetáculos, que juntam teatro, circo, espetáculo de rua, cabaré e acrobacias, nos festivais do mundo inteiro: Brasil, Bélgica, Nunavut (Pólo Norte) e outras zonas do Canadá, Suíça e Itália.

A seguir, a 14 de agosto no Jardim do Cardal, às 21h30 o Festival Sete Sóis Sete Luas apresenta uma produção musical original com Gwendoline Absalon, conhecida cantora da ilha da Reunião, com a Santo Antão 7Sóis Band, composta por cinco músicos da ilha de Santo Antão (Cabo Verde), que apresentam um repertório que defende a tradição musical das montanhas dessa terra, através da recolha musical das canções de trabalho dos camponeses e dos pescadores, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção muito especial.

A 20 de agosto, às 21h30 no Jardim do Cardal, acontece a performance de clowneria de Jango Edwards, artista, palhaço e comediante de mil facetas, conhecido pelas inúmeras aparições em festivais internacionais e na televisão.

No dia 21 de agosto, às 21h30 no Jardim do Cardal, o público poderá assistir ao espetáculo de flamenco de Ana Gonzalez, grupo representativo do atual panorama do flamenco andaluz.

A 28 de agosto, às 21h30 no Jardim do Cardal, tocará o coletivo musical Parafoné, que atua desde 2005 e representa uma das bandas mais inovadoras do sul da Itália no panorama da Música do Mundo.

Por fim, a 5 de setembro, às 21h30 na Praça Marquês de Pombal, o Festival conclui-se com a atuação da Med Arab 7Sóis Ensemble, com a participação especial do músico pombalense Ricardo Silva.

Entrada Livre

 

Subscribe

* indicates required
/ ( mm / dd )

Please select all the ways you would like to hear from festivalsssl:

You can unsubscribe at any time by clicking the link in the footer of our emails. For information about our privacy practices, please visit our website.

We use Mailchimp as our marketing platform. By clicking below to subscribe, you acknowledge that your information will be transferred to Mailchimp for processing. Learn more about Mailchimp's privacy practices here.