A MÚSICA DO MUNDO EM ALFANDEGA DA FÉ

Arte de todo o mundo encontra-se em Alfandega da Fé graças ao projeto Europa Criativa

para o XXVII Festival Sete Sois Sete luas

O Festival Sete Sóis Sete Luas, promotor de artes e culturas do Mediterrâneo e do mundo lusófono, com o apoio do Municipio de Alfandega da Fé e do programa Europa Criativa, será mais uma vez apresentado em Alfandega da Fé para celebrar a sua XXVII edição.

Será apresentada uma vasta programação que começa a 6 de Setembro às 21h30 no Largo S. Sebastiao com o concerto de Orkestra Popular des 7Luas, a nova produção Sete Sóis Sete Luas, com a participação do grupo de cantares de Alfândega da Fé e de Sambade.

A Orkestra Popular des 7Luas, conta com a participação de 6 prestigiados artistas provenientes das mais diversas culturas musicais enraizadas nos Países da Rede Sete Sóis Sete Luas. Diferentes espíritos do Mediterrâneo e do mundo lusófono reúnem-se nesta orquestra: o percussionista do Brasil Roberto Mello (direção musical), a cantora Barbara Eramo de Itália, o guitarrista andaluz Javier Blanes, o músico portugués Ricardo Coelho (gaita-de-foles e flautas) e o cantor da Guiné-Bissau Manecas Costa (voz e baixo).

Um longo e fascinante percurso que visita a música popular portuguesa, os ritmos brasileiros e guineenses, as melodias andaluzes e os ritmos do sul da Itália.

No final desta vigésima sétima edição, 13 de Setembro, pelas 21h30, na Largo S. Sebastiao será apresentada a Brava 7Luas Band (Cabo Verde). O repertório do grupo defende a tradição musical da ilha das flores, conhecida pelas mornas e pela poesia de Eugénio Tavares, utilizando o crioulo, que confere aos temas uma emoção especial. Os 5 músicos, a cantora Rosa Borges, Carlos Lobo no cavaquinho, Zeca Barbosa na bateria, Zé Duarte na guitarra, Isaque Delgado no baixo, foram dirigidos musicalmente pelos mestres Efren Lopez (Valencia) e Sofia Neide (Portugal). O repertório da Brava 7Luas Band harmoniza músicas tradicionais, composições originais e novos arranjos inspirados na cultura da ilha da Brava.

Às 22h30 sempre na Largo S. Sebastiao o projeto “O que é Singular num Coletivo?” em parceria entre o Serviço Educativo do Museu do Douro com Escola de Música de Associação Musical de Alfândega da Fé.



Gallery: