«A diversidade cultural caboverdiana como instrumento do desenvolvimento do turismo sustentável nas ilhas mais periféricas no âmbito do projeto SSSL»

flag_yellow_low_res. 1                        Logo B.N Passarola

Um projeto da Associação Cultural Sete Sóis Sete Luas

Apoiado pela Delegação da União Europeia em Cabo Verde

Co-requerentes: Câmaras Municipais da Brava, da Ribeira Grande de Santo Antão,

do Tarrafal de Santiago.

Localização da ação: CABO VERDE: ILHAS DA BRAVA (NOVA SINTRA), DO FOGO (SÃO FILIPE),  DO MAIO (VILA DO MAIO),  DE SANTIAGO (VILA DO TARRAFAL),  DE SANTO ANTÃO (RIBEIRA GRANDE)

Quadro temporal: de 1 de Janeiro de 2016 até 31 de Dezembro de 2018

Objetivo geral: preservação do património cultural (musical e artístico) como fator de diversificação e desenvolvimento do turismo cultural em Cabo Verde.

Objetivos específicos: valorizar a diversidade cultural cabo-verdiana, visando uma oferta turística de qualidade, geradora de emprego, criar novas dinâmicas de turismo respondendo às necessidades das comunidades das zonas remotas e isoladas com fortes potenciais turísticos através da sua inclusão na cadeia produtiva do turismo, sensibilizar as autoridades locais e as populações para a necessidade de preservar o património cultural e urbanístico como fator de desenvolvimento sustentável, incluindo o sector turístico

Resultados esperados: Criação de novos fluxos turísticos nas ilhas mais periféricas de Cabo Verde gerados por uma oferta cultural de alta qualidade.

Descrição da ação

Contexto da preparação da ação: A ação fundamenta a sua dinâmica na experiência do Festival Sete Sóis Sete Luas, que desde 1998 realiza importantes ações de descentralização cultural em Cabo Verde com o objetivo de valorizar o grande potencial dos artistas cabo-verdianos, principalmente no domínio da música. Tendo em conta a experiência desenvolvida no âmbito do Festival Sete Sóis Sete Luas em quase 20 anos de atividade em Cabo Verde, o projeto pretende criar uma ponte estável entre as ações culturais e o turismo sustentável e de qualidade, numa perspetiva de favorecer as populações das ilhas  mais periféricas  do arquipélago (Brava, Maio, Santo Antão, São Filipe e Santiago na vila do Tarrafal). De facto, a ação tem como seu ponto de partida a constatação de que nas ilhas mais periféricas não há uma oferta cultural de qualidade que possa estimular a geração de fluxos turísticos importantes e, por isso, o projeto pretende estabelecer um plano de ações que possam criar uma estrutura estável e que permitam criar uma programação cultural bem organizada e de alta qualidade nas ilhas periféricas de Cabo Verde.

Objetivos da ação: o projeto pretende valorizar a diversidade cultural cabo-verdiana, apostando não só nos jovens músicos cabo-verdianos mas também nos potenciais jovens empreendedores cabo-verdianos como elemento chave para criar uma oferta turística de qualidade e geradora de emprego. Propõe-se também criar novas dinâmicas de turismo, respondendo assim às necessidades das comunidades das zonas remotas e isoladas, com fortes potenciais turísticos através da sua inclusão na cadeia produtiva do turismo. O projeto visa a criação / recuperação nas ilhas envolvidas de espaços que se pretende destinar a centros culturais com sala de exposições, restaurantes, bookshops e espaço para concertos. Para além disso, tem como fim sensibilizar as autoridades locais e as populações para a necessidade de preservar o património cultural e urbanístico como fator de desenvolvimento sustentável, nomeadamente apostando nos jovens músicos e nos jovens empreendedores. A recuperação de edifícios históricos não utilizados nas ilhas periféricas do projeto para realizar centros culturais de qualidade, visa originar o encontro da oferta cultural com os fluxos turísticos internacionais que procuram este tipo de conteúdos. Outra linha de intervenção paralela será a street art, como forma de qualificação e de tornar turisticamente interessantes os centros históricos das ilhas periféricas onde se realiza o projeto.

Principais interessados, Os principais interessados do projeto são: os jovens e os estudantes das escolas secundárias das ilhas mais periféricas de Cabo Verde; os jovens músicos cabo-verdianos; os turistas dos Países europeus que mais procuram e acompanham as ofertas inspiradas num turismo solidário e cultural; os potenciais jovens empreendedores das ilhas periféricas envolvidas no projeto. Os potenciais turistas da Europa mostram muito interesse em conhecer a diversidade cultural cabo-verdiana, realizando viagens com conteúdos solidários, fora do circuito turístico tradicional «sol/praia» no Sal e na Boavista. Os estudantes das ilhas periféricas manifestam a necessidade de receber programas de formação com qualidade que possam vir a criar uma futura classe de empreendedores, evitando assim a emigração para fora de Cabo Verde. Os músicos cabo-verdianos manifestam o grande interesse em estar envolvidos em dinâmicas que permitam valorizar as suas ilhas de origem e de poder aí exercer a sua atividade artística.

Atividades previstas: no primeiro ano da ação (2016) nas ilhas periféricas envolvidas no projeto, pretende-se definir e recuperar os locais e as estruturas físicas que deverão ser destinados a centros culturais com restaurantes, salas de exposições, bookshops e espaços para concertos e para um posto de turismo. O objetivo é apresentar nos dois anos seguintes (2017 e 2018) uma programação cultural de alta qualidade que valorize a diversidade cabo-verdiana gerando e atraindo fluxos turísticos internacionais. A ação pretende conceber para este efeito, nos 3 anos de duração, um extenso programa de workshops destinado à criação de uma jovem classe de empreendedores em cada ilha e à formação dos jovens músicos cabo-verdianos. Para isso, o projeto tenciona realizar nas ilhas da Brava, Fogo, Maio, Santo Antão e Santiago (na vila do Tarrafal) uma programação cultural de alta qualidade, concluída e divulgada com um ano de antecedência, no domínio da música popular cabo-verdiana e da arte contemporânea, e criar pacotes turísticos onde seja divulgada esta programação cultural. A interconexão entre estas duas linhas de atividade será possível pela atenção que o projeto quer dar à criação de uma programação que se conclua com grande antecedência, elemento fundamental para poder divulgar esta oferta cultural no circuito turístico internacional. De facto, o projeto quer contrariar a atitude que caracteriza atualmente as poucas atividades culturais realizadas em Cabo Verde, que não são preparadas e programadas com uma antecedência que permita gerar fluxos turísticos internacionais.

Quadro temporal previsto para a ação: o quadro temporal previsto para a ação é de 36 meses, de 1 de Janeiro de 2016 até 31 de Dezembro de 2018. O primeiro ano (de 1 de Janeiro de 2016 até 31 de Dezembro de 2016) será dedicado sobretudo à formação, estudo e preparação dos principais grupos-alvo, com atividades (workshops, ações de formação) que pretendem preparar com a devida antecedência a estrutura organizativa e os beneficiários da programação dos anos 2017 e 2018.

PLANO DE ACTIVIDADES 2017

XXV EDIÇÃO DO FESTIVAL SETE SÓIS SETE LUAS em Cabo Verde

12 concertos das 5 novas produções musicais caboverdianas, com a participação de músicos de Cabo Verde vindos das cidades do projeto:
– 1 concerto da Santo Antão.7Sóis.Band no 4 de Novembro na Ribeira Grande de Santo Antão às 21h30
– 4 concertos da Brava.7Luas.Band no 29, 30 e 31 de Outubro e no 1 de Novembro em Nova Sintra (Brava), São Filipe (Fogo), Tarrafal (Santiago) e Cidade do Porto Inglés (Maio)
– 1 concerto da Orquestra Popular Sete Sóis do Fogo no 27 de Outubro em São Filipe (Fogo) às 21h30
– 1 concerto da Sete Luas Maio Band no 1 de Novembro na Cidade do Porto Inglés (Maio) às 21h30
– 5 concertos da Sete Sóis Tarrafal Orkestra na 27, 28 e 31 de Outubro e no 1 e 3 de Novembro no São Filipe (Fogo), Nova Sintra (Brava), Tarrafal (Santiago), Praia e Ribeira Grande (Santo Antão)

3 concertos do grupo musical Realejo (Portugal) no 1 de Novembro no Tarrafal, no 2 de Novembro no Maio, no 4 de Novembro na Ribeira Grande.

4 concertos em solo do conhecido guitarrista Custodio Castelo (Portugal) no 29 de Outubro em Nova Sintra, no 30 de Outubro em São Filipe ,  no 31 de Outubro no Tarrafal, no 1 de Novembro na Praia.

1 DE NOVEMBRO DE 2017 – 12:30 horas na sede da Presidencia da República de Cabo Verde na Praia 
Conferência de imprensa de lançamento da programação do Festival SSSL em Novembro de 2017 na presença do Sr. Presidente da República, do Sr. Embaixador da União Europeia em Cabo Verde, do Sr. Diretor do Festival SSSL Marco Abbondanza e dos Presidentes das 5 Câmaras Municipais de Cabo Verde envolvidas no projeto.

CALENDÁRIO DAS RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS 2017

PROGRAMAÇÃO JANEIRO-FEVEREIRO

Realização durante o mês de Janeiro de 2017 do seguinte plano de residências artísticas e dos laboratórios de criatividade do pintor Fernando França (Ceara’, Brasil):

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão): de 4 a 7 de Fevereiro –  residência artística e laboratório de pintura

São Filipe (ilha do Fogo): de 30 a 31 de Janeiro – residência artística e laboratório de pintura

Nova Sintra (ilha da Brava): de 28 a 29 de Janeiro – residência artística e laboratório de pintura

Tarrafal (ilha de Santiago): no 27 de Janeiro e de 8 a 9 de Fevereiro – residência artística e laboratório de pintura

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio): de 1 a 3 de Fevereiro – residência artística e laboratório de pintura

PROGRAMAÇÃO MARÇO

Realização durante o mês de Janeiro de 2017 do seguinte plano de residências artísticas e dos laboratórios de criatividade do fotografo Pepe Brix (Açores, Portugal):

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão): de 29 a 30 de Março –  residência artística e laboratório de fotografia

São Filipe (ilha do Fogo): no 20 e 22 de Março – residência artística e laboratório de fotografia

Nova Sintra (ilha da Brava): no 21 de Março – residência artística e laboratório de fotografia

Tarrafal (ilha de Santiago): no 23 e 27 de Março – residência artística e laboratório de fotografia

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio): de 24 a 26 de Março – residência artística e laboratório de fotografia

PROGRAMAÇÃO MAIO

Realização durante o mês de Maio de 2017 do seguinte plano de residências artísticas e espetáculos de circo aereo acrobatico da companhia LES P’TITS BRAS (França):

São Filipe (ilha do Fogo): 10 de Maio – residência artística de teatro de rua com espetáculo de circo aereo acrobatico humorístico

Tarrafal (ilha de Santiago): no 8 de Maio – residência artística de teatro de rua com espetáculo de circo aereo acrobatico humorístico

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio): de 3 a 4 de Maio – residência artística de teatro de rua com espetáculo de circo aereo acrobatico humorístico

PROGRAMAÇÃO OUTUBRO/NOVEMBRO

Realização durante os meses de Outubro e Novembro de 2017 do seguinte plano de residências artísticas e dos laboratórios de criatividade do street artist Fréderico Draw (Portugal):

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão): de 20 a 23 de Novembro –  residência artística e laboratório de street art

Tarrafal (ilha de Santiago): de 12 a 15 de Novembro – residência artística e laboratório de street art

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio): de 15 a 19 de Novembro – residência artística e laboratório de street art

CALENDÁRIO DAS EXPOSIÇÕES 2017

PROGRAMAÇÃO JANEIRO

Tarrafal (ilha de Santiago) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Tarrafal (Antigo Mercado)
Paolo Grigò (Itália): exposição de pintura de 27 de Janeiro a 15 de Março de 2017 com inauguração no 27 de Janeiro às 19.00 horas

São Filipe (ilha do Fogo) – Centrum Sete Sóis Sete Luas de São Filipe (Antiga Residência)
Cláudio César (Brasil): exposição de pintura de 30 de Janeiro a 15 de Março de 2017 com inauguração no 30 de Janeiro às 19.00 horas

Nova Sintra (ilha da Brava) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava (Antiga Residência, Praça Eugénio Tavares)
Ugo Nespolo (Itália): exposição de pintura de 29 de Janeiro a 15 de Março de 2017 com inauguração no 29 de Janeiro às 19.00 horas

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande (Terreiro)
Fernando França (Brasil): exposição de pintura de 4 de Fevereiro a 15 de Março de 2017 com inauguração no 15 de Março de 2017 às 19.00 horas.

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Maio (Antiga Delegaçao de Saúde, Avenida Marginal)
Abdelkrim Ouazzani (Marrocos): exposição de 2 de Fevereiro a 15 de Março de 2017 com inauguração no 2 de Fevereiro às 21.30 horas.

PROGRAMAÇÃO MARÇO

Tarrafal (ilha de Santiago) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Tarrafal (Antigo Mercado)
Fernando França (Brasil): exposição de pintura de 23 de Março a 4 de Maio de 2017 com inauguração no 23 de Março de 2017 às 19.00 horas.

São Filipe (ilha do Fogo) – Centrum Sete Sóis Sete Luas de São Filipe (Antiga Residência)
Paolo Grigò (Itália): exposição de pintura de 22 de Março a 4 de Maio de 2017 com inauguração no 22 de Março às 19.00 horas

Nova Sintra (ilha da Brava) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava (Antiga Residência, Praça Eugénio Tavares)
ZED1 (Toscana, Itália): exposição de pintura de 21 de Março a 4 de Maio de 2017 com inauguração no 21 de Março às 19.00 horas

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande (Terreiro)
Pepe Brix (Açores, Portugal): exposição de fotografia de 29 de Março a 4 de Maio de 2017 com inauguração no 29 de Março às 19.00 horas

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Maio (Antiga Delegaçao de Saúde, Avenida Marginal)
Cláudio César (Brasil): exposição de pintura de 24 de Março a 4 de Maio de 2017 com inauguração no 24 de Março às 19.00 horas

PROGRAMAÇÃO MAIO

Tarrafal (ilha de Santiago) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Tarrafal (Antigo Mercado)
Cláudio César (Brasil): exposição de pintura de 8 de Maio a 31 de Agosto de 2017 com inauguração no 8 de Maio de 2017 às 19.00 horas.

São Filipe (ilha do Fogo) – Centrum Sete Sóis Sete Luas de São Filipe (Antiga Residência)
ZED1 (Toscana, Itália): exposição de pintura de 10 de Maio a 24 de Junho de 2017 com inauguração no 10 de Maio às 19.00 horas

Nova Sintra (ilha da Brava) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava (Antiga Residência, Praça Eugénio Tavares)
Paolo Grigò (Toscana, Itália): exposição de pintura de 13 de Maio a 31 de Agosto de 2017 com inauguração no 13 de Maio às 19.00 horas

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande (Terreiro)
Pepe Brix (Açores, Portugal): exposição de fotografia de 29 de Março a 24 de Junho de 2017 com inauguração no 29 de Março às 19.00 horas

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Maio (Antiga Delegaçao de Saúde, Avenida Marginal)
Fernando França (Brasil): exposição de pintura de 4 de Maio a 31 de Agosto de 2017 com inauguração no 4 de Maio às 19.00 horas

PROGRAMAÇÃO OUTUBRO/NOVEMBRO

Tarrafal (ilha de Santiago) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Tarrafal (Antigo Mercado)
ZED1 (Itália): exposição de pintura de 1 de Novembro a 25 de Janeiro de 2018 com inauguração no 1 de Novembro de 2017 às 19.00 horas.

São Filipe (ilha do Fogo) – Centrum Sete Sóis Sete Luas de São Filipe (Antiga Residência)
Abdelkrim Ouazzani (Marrocos): exposição de pintura de 30 de Outubro a 25 de Janeiro de 2018 com inauguração no 30 de Outubro às 19.00 horas

Nova Sintra (ilha da Brava) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava (Antiga Residência, Praça Eugénio Tavares)
Fernando França (Brasil): exposição de pintura de 31 de Outubro a 25 de Janeiro de 2018 com inauguração no 31 de Outubro às 19.00 horas

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão) – Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande (Terreiro)
Fatima Bikerouane, Slimane Drissi, Mohamed El Mountassir (Marrocos): exposição coletiva de pintura de 4 de Novembro a 25 de Janeiro de 2018 com inauguração no 4 de Novembro às 19.00 horas

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio) – Centrum Sete Sóis Sete Luas do Maio (Antiga Delegaçao de Saúde, Avenida Marginal)
Ugo Nespolo (Itália): exposição de pintura de 2 de Novembro a 25 de Janeiro de 2018 com inauguração no 2 de Novembro às 19.00 horas

WORKSHOPS MUSICAIS 2017

Realização durante o ano de 2017 de laboratórios musicais e master-classes dirigidos pelos seguintes mestres, com o seguinte calendário:

28 e 29 de Janeiro – Nova Sintra (Brava): António Prata (Portugal)

30 e 31 de Janeiro – São Filipe (Fogo) – António Prata (Portugal)

1, 2 e 3 de Fevereiro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – António Prata (Portugal)

27 de Janeiro – Tarrafal (Santiago) – António Prata (Portugal)

27, 28 e 29 de Outubro – Nova Sintra (Brava): Custódio Castelo (Portugal)
Masterclass dirigido aos músicos da Brava 7Luas Band

1, 2 e 3 de Outubro – Tarrafal (Santiago): José Barros (Portugal)

4, 5, 6, 7 e 8 de Outubro – Cidade do Porto Inglês (Maio): José Barros (Portugal)
Masterclass dirigido aos músicos da Sete Luas Maio Band

24, 25 e 26 de Outubro – São Filipe (Fogo): Custodio Castelo (Portugal)
Masterclass dirigido aos músicos da Orquestra Popular Sete Sóis do Fogo

9, 10 e 11 de Outubro – Ribeira Grande (Santo Antão): José Barros (Portugal)
Masterclass dirigido aos músicos da Santo Antão 7Sóis Band

LABORATORIOS PARA TECNICO DE SOM – 2017

Realização durante o ano de 2017 de um laboratório para Técnico de Som dirigido pelo mestre Miguel Salema (Portugal) com o seguinte calendário:

28 e 29 de Janeiro – Nova Sintra (Brava): Miguel Salema (Portugal)

30 e 31 de Janeiro – São Filipe (Fogo) – Miguel Salema (Portugal)

1, 2 e 3 de Fevereiro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Miguel Salema (Portugal)

27 de Janeiro – Tarrafal (Santiago) – Miguel Salema (Portugal)

WORKSHOPS DE GASTRONOMIA 2017

O calendário para os laboratórios de gastronomia do ano 2017 é o seguinte:

De 6 a 11 de Novembro / Tarrafal (Santiago): Chef Victor Basset (Valência, Espanha)

De 1 a 5 de Novembro / Cidade do Porto Inglês (Maio): Chef Victor Basset (Valência, Espanha)

De 30 a 31 de Outubro /São Filipe (Fogo): Chef Victor Basset (Valência, Espanha)

 

DIA DA EUROPA 2017

7 de Maio de 2017 – 18 horas – Quebra Kanela, Praia: espetáculo de circo aereo acrobático humoristico da companhia LES P’TITS BRAS (França) por ocasião do  “Dia da Europa – Semana da parceria especial União Europeia/Cabo Verde“.

O evento tem entrada gratuita e conta com o alto Patrocínio da Presidência da Républica de Cabo Verde, com o apoio da Delegação da União Europea, no âmbito do projecto “A diversidade cultural caboverdiana como instrumento do desenvolvimento do turismo sustentável nas ihas mais periféricas no ambito do Festival Sete Sóis Sete Luas” e com a colaboração da Camara Municipal da Praia e da Ass. Juvenil Pro-África.

 

PLANO DE ACTIVIDADES 2016

XXIV EDIÇÃO DO FESTIVAL SETE SÓIS SETE LUAS em Cabo Verde

5 concertos das 5 novas produções musicais caboverdianas, com a participação de músicos de Cabo Verde vindos das cidades do projeto:
– concerto da Santo Antão.7Sóis.Band no sábado 5 de Novembro na Ribeira Grande de Santo Antão às 21h30
– concerto da Brava.7Luas.Band no domingo 30 de Outubro em Nova Sintra (Brava) às 21h30
– concerto da Orquestra Popular Sete Sóis do Fogo na segunda-feira 31 de Outubro em São Filipe (Fogo) às 21h30
– concerto da Sete Luas Maio Band na terça-feira 1 de Novembro na Cidade do Porto Inglés (Maio) às 21h30
– concerto da Sete Sóis Tarrafal Orkestra na quarta-feira 2 de Novembro no Tarrafal (Santiago) às 21h30

5 concertos do grupo musical Piccola Banda Ikona (Roma, Itália) no 3o de Outubro em Nova Sintra, no 31 de Outubro em São Filipe, no 1 de Novembro no Maio, no 3 de Novembro no Tarrafal, no 4 de Novembro na Ribeira Grande.

28 DE OUTUBRO DE 2016 – 17:30 horas na Residência Oficial da Embaixada da União Europeia em Cabo Verde
Conferência de imprensa de lançamento da programação do Festival SSSL em Novembro de 2016 na presença do Sr. Presidente da República, do Sr. Embaixador da União Europeia em Cabo Verde, do Sr. Diretor do Festival SSSL Marco Abbondanza e dos Presidentes das 5 Câmaras Municipais de Cabo Verde envolvidas no projeto.

CALENDÁRIO DAS RESIDÊNCIAS ARTÍSTICAS 2016

Realização durante o mês de Janeiro de 2016 do seguinte plano de residências artísticas que vai envolver 1 fotografo vindo de Portugal e 2 pintores italianos. O calendário das residências artísticas e dos laboratórios de criatividade em Janeiro de 2016 é o seguinte:

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão)
– Ricardo da Cruz (Portugal) : de 21 a 22 de Janeiro – residência artística e laboratório de fotografia
– Paolo Grigo’ (Itália) : de 15 a 18 de Março – residência artística e laboratório de pintura
– Ugo Nespolo (Itália) : de 18 a 20 de Maio –  residência artística e laboratório de pintura

Realização durante o mês de Novembro de 2016 do seguinte plano de residências artísticas que vai envolver um importante street artist vindo de Itália. O calendário das residências artísticas e dos laboratórios de criatividade em  Novembro de 2016 do street artist Zed1  é o seguinte:

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão): de 26 de Outubro até 1 de Novembro –  residência artística e laboratório de street art

São Filipe (ilha do Fogo): de 16 até 20 de Outubro – residência artística e laboratório de street art

Nova Sintra (ilha da Brava): de 21 até 25 de Outubro – residência artística e laboratório de street art

Tarrafal (ilha de Santiago): de 2 até 6 de Novembro – residência artística e laboratório de street art

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio): de 7 até 10 de Novembro – residência artística e laboratório de street art

CALENDÁRIO DAS EXPOSIÇÕES 2016

Tarrafal (ilha de Santiago) – Abdelkrim Ouazzani (Marrocos). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas do Tarrafal  (Antigo Mercado) com inauguração na quarta-feira 2 de Novembro às 19.00 horas

São Filipe (ilha do Fogo) – Ugo Nespolo (Itália). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas de São Filipe com inauguração na segunda-feira 31 de Outubro às 19.00 horas

Nova Sintra (ilha da Brava) – Cláudio César (Brasil). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas da Brava com inauguração no domingo 30 de Outubro às 19.00 horas

Ribeira Grande (ilha de Santo Antão)
– Ricardo da Cruz (Portugal). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande, com inauguração no 22 de Janeiro às 19.00 horas.
– Paolo Grigo’ (Italia). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande, com inauguração no 19 de Março  às 19.00 horas.
– Ugo Nespolo (Italia). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande, com inauguração no 21 de Maio  às 19.00 horas.
– Zed1 (Itália). Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas da Ribeira Grande, com inauguração na sexta-feira 4 de Novembro às 19.00 horas.

Cidade do Porto Inglés (ilha do Maio) – Paolo Grigò (Itália).Exposição no Centrum Sete Sóis Sete Luas do Maio (Forte de São José) com inauguração na terça-feira 1 de Novembro às 21.30 horas.

AS NOVAS BANDAS CABOVERDIANAS PRODUZIDAS PELO FESTIVAL SSSL

O Festival Sete Sóis Sete Luas com o apoio da Delegação da União Europeia em Cabo Verde criou 5 novas bandas nas ilhas mais periféricas de Cabo Verde, com a direção musical de 5 importantes mestres europeus, como Mario Incudine (Sicília, Itália), Efrén López (Valencia, Espanha), Sofia Neide (Portugal), José Peixoto (Portugal), Stefano Saletti (Itália).

As 5 bandas beneficiaram também de outras formações musicais e master-class da responsabilidade de prestigiados músicos internacionais, como Celina da Piedade (Portugal), Barbara Eramo (Itália), Giuseppe Lo Cascio (Itália), Mario Rivera (Itália), Gustavo Roriz (Brasil), António Vasta (Itália).

O objetivo foi ajudar estes jovens músicos das ilhas mais periféricas de Cabo Verde a criar um repertório de originais inspirados nas músicas tradicionais de cada ilha e com arranjos mais contemporâneos e sofisticados.

As 5 bandas vão ficar responsáveis pela animação permanente dos 5 Centrum Sete Sóis Sete Luas em Cabo Verde de forma de assegurar uma oferta musical de qualidade aos visitantes e turistas destas ilhas mais periféricas.

As bandas:

– Santo Antão.7Sóis.Band – ilha de Santo Antão
– Brava.7Luas.Band – ilha da Brava
– Orquestra Popular Sete Sóis do Fogo – ilha do Fogo
– Sete Luas Maio Band – ilha do Maio
– Sete Sóis Tarrafal Orkestra – ilha de Santiago

WORKSHOPS MUSICAIS 2016

Realização durante o ano de 2016 de laboratórios musicais e master-classes dirigidos pelos seguintes mestres, com o seguinte calendário:

30 de Março – 5 de abril – Nova Sintra (Brava): Efrén López (Valencia, Espanha)

1 – 7 de abril – São Filipe (Fogo) – Stefano Saletti (Roma, Itália)

8 – 15 de abril – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Sofia Neide (Portugal)

13 – 19 de abril – Ribeira Grande (Santo Antão) – Mario Incudine (Sicília, Itália)

7 de Maio – Tarrafal (Santiago) – Mario Incudine, Antonio Vasta, Francesco Argento (Sicília, Itália)

8 e 9 de Maio – São Filipe (Fogo) – Mario Incudine, Antonio Vasta, Francesco Argento (Sicília, Itália)

10, 11 e 12 de Maio – Nova Sintra (Brava) – Mario Incudine, Antonio Vasto, Francesco Argento (Sicília, Itália)

9 – 14 de Maio – Tarrafal (Santiago) – José Peixoto (Portugal)

23 -28 de Outubro – Tarrafal (Santiago) – Gustavo Roriz (Brasil)

23 – 29 de Outubro  – São Filipe (Fogo) – Celina da Piedade (Portugal)

24- 30 de Outubro – Nova Sintra (Brava) – Sofia Neide (Portugal)

24 – 31 de Outubro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – José Peixoto(Portugal)

29 – 30 de Outubro – Nova Sintra (Brava) – Giovanni Lo Cascio (Itália)

29 – 30 de Outubro – Nova Sintra (Brava) – Barbara Eramo (Itália)

29 – 30 de Outubro – Nova Sintra (Brava) – Mario Rivera (Itália)

29 – 30 de Outubro – Nova Sintra (Brava) – Stefano Saletti (Itália)

29 – 31 de Outubro – São Filipe (Fogo) – Giovanni Lo Cascio (Itália)

29 – 31 de Outubro – São Filipe (Fogo) – Barbara Eramo (Itália)

29 – 31 de Outubro – São Filipe (Fogo) – Mario Rivera (Itália)

29 – 31 de Outubro – São Filipe (Fogo) – Stefano Saletti (Itália)

1 – 2 de Novembro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Giovanni Lo Cascio (Itália)

1 – 2 de Novembro – Cidade do Porto Inglés (Maio) – Barbara Eramo (Italia)

1 – 2 de Novembro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Mario Rivera (Itália)

1 – 2 de Novembro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Stefano Saletti (Itália)

4 – 6 de Novembro – Ribeira Grande (Santo Antão) – Giovanni Lo Cascio (Itália)

4 – 6 de Novembro – Ribeira Grande (Santo Antão) – Barbara Eramo (Itália)

4 – 6 de Novembro – Ribeira Grande (Santo Antão) – Mario Rivera (Itália)

4 – 6 de Novembro – Ribeira Grande (Santo Antão) – Stefano Saletti (Itália)

7 -8 de Novembro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Celina da Piedade (Portugal)

7 – 8 de Novembro – Cidade do Porto Inglês (Maio) – Gustavo Roriz (Brasil)

7 – 13 de Novembro – Tarrafal (Santiago) – Stefano Saletti (Itália)

14 – 16 de Novembro – São Filipe (Fogo) – Stefano Saletti (Itália)

WORKSHOPS DE GASTRONOMIA 2016

O Festival Sete Sóis Sete Luas com o apoio da Delegação da União Europeia em Cabo Verde, realiza o projeto para a criação / recuperação nas ilhas envolvidas de espaços que se pretende destinar a centros culturais do Festival Sete Sóis Sete Luas com sala de exposições, restaurantes, bookshops e espaço para concertos. Em este âmbito, convidando em Cabo Verde importantes chef europeus, o Festival Sete Sóis Sete Luas pretende formar jovens desempregados nas ilhas mais periféricas com o objetivo de criar microempresas na área da gastronomia que vão gerir os serviços de restauração de estes novos Centrum Sete Sóis Sete Luas em Cabo Verde.

Os chef europeus vão assim ajudar os jovens chef de Cabo Verde na valorização dos sabores tradicionais de cada ilha envolvida, dando um contributo para evolução mais contemporânea dos menu propostos aos turistas destas ilhas.

O calendário para os laboratórios de gastronomia do ano 2016 é o seguinte:

14-19 de Março / Tarrafal (Santiago) – Chef António Sireci (Sicília, Itália)

1-7 de abril / São Filipe (Fogo): Chef Victor Basset (Valência, Espanha)

4-10 de abril / Nova Sintra (Brava): Chef Maria Vidal (Ceuta, Espanha)

4-10 de abril / Nova Sintra (Brava): Workshop de Management da restauração José Merino (Ceuta, Espanha)

8-15 de abril / Cidade do Porto Inglês (Maio): Chef Victor Basset  (Valência, Espanha)

13-19 de abril / Ribeira Grande (Santo Antão): Chef António Mauritti (Trás-os-Montes, Portugal)

15 – 21 de Outubro/ Ribeira Grande (Santo Antão): Chef Jordan Carretero Pueblas (Castilla La Mancha, Espanha)

22 – 30 de Outubro/ Nova Sintra (Brava): Chef Jordan Carretero Pueblas (Castilla La Mancha, Espanha)

17 – 23 de Outubro/ Cidade do Porto Inglês (Maio): Chef Miguel Lourenço (Alentejo, Portugal)

24 – 31 de Outubro/ São Filipe (Fogo): Chef Miguel Lourenço (Alentejo, Portugal)

16- 23 de Outubro/ São Filipe (Fogo): Chef António Mauritti (Trás-os-montes, Portugal)

24 – 31 de Outubro/ Tarrafal (Santiago): Chef António Mauritti (Trás-os-montes, Portugal)

24  de Outubro – 1 de Novembro/ Cidade do Porto Inglês (Maio): Chef Maria Vidal (Ceuta, Espanha)

 

Recuperação entre Janeiro e Outubro de 2016 dos locais destinados aos Centrum culturais SSSL com espaços para restaurantes, salas de exposiçoes, bookshop e salas para os concertos: na Nova Sintra (Brava) recuperação da Antiga residência oficial na Praça Eugénio Tavares, em São Filipe (Fogo) recuperação da Antiga residêsncia Oficial, no Tarrafal (Santiago) recuperação do espaço do Antigo Mercado, na Cidade do Porto Inglês (Maio) recuperação da Antiga Delegação de Saude na Avenida Marginal.





Privacy Policy